Encontro Nacional da APEVT: Educação Artística e Tecnológica, uma nova possibilidade de aprender

Perfil do Aluno; Flexibilização Curricular; Aprendizagens Essenciais; Avaliação educativa;
Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável.

Inscrições: Encontro Nacional da APEVT

Porto, 14 abril 2018 – Escola Secundária Garcia de Orta

Contexto

A APEVT realiza mais um Encontro Nacional que se projeta na especificidade das questões de caráter científico, pedagógico, cultural e profissional dos professores das áreas de ensino da expressão plástica, da educação visual, da educação tecnológica, da arte, design e tecnologias e na sua inserção interveniente no sistema educativo português.

Se na atualidade o sentido da educação é preparar os jovens para lidar com os problemas inerentes às sociedades multiculturais e tecnológicas como as nossas, num mundo globalizado e interligado, deve dotá-los de um domínio acrescido de competências emocionais, sociais, interculturais e de maior capacidade de adaptação e flexibilidade. É neste quadro que nos propomos tratar o tema, Educação Artística e Tecnológica, uma nova possibilidade de aprender, pondo em evidencia o papel da educação artística para a construção de um futuro sustentável com criatividade, inovação, pensamento crítico e de um entendimento sobre a capacidade que a educação tecnológica oferece para lidar com os desafios do futuro.

Por outro lado, a tutela optou por uma mudança não disruptiva promotora do sucesso centrada na autonomia das escolas visando a contextualização e flexibilização do currículo. Esta realidade permite explorar diferentes formas de organizar os currículos, no sentido da inversão do impacto negativo de currículos prescritivos, normativos e demasiado extensos, valorizando as escolas e os professores como garante de melhores aprendizagens e cria para os alunos uma nova possibilidade de aprender.

O tema geral integrador proporciona abordagens cientificas, pedagógicas e didáticas em diversos subtemas, com que alguns professores já contactaram este ano e que todos se verão confrontados no próximo ano.

Temáticas

Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade: Visão, princípios, valores e áreas de competências para a escola, comunidade de aprendizagens. – Que constrangimentos e potencialidades?

Projeto de Autonomia e Flexibilização Curricular: Aprendizagens Essenciais como referente da organização e operacionalização do ensino. – Intenções e realidades.

Promoção de competências na área de ensino artístico e tecnológico para os objetivos previstos na Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável: Como satisfazer a emergência da literacia e comunicação visual e em tecnologia para lidar com o futuro?

Promoção das literacias artísticas e tecnológicas, consubstanciados em modelos disciplinares coerentes, integradores e sequenciais nos três ciclos de estudo. Que eixos prioritários de atuação?

Tecnologias digitais nas disciplinas da área do ensino artístico e tecnológico: aplicações práticas em contexto, problemáticas de implementação. Recursos didáticos para a educação tecnológica.

O Encontro tem um formato composto por Sessões plenárias com oradores convidados, e sessões paralelas para comunicações sobre as temáticas do Encontro, apresentações sobre projetos, experiências ou produtos desenvolvidos em contexto escolar e ou investigações pedagógicas.

Os interessados em apresentar comunicações/trabalhos deverão enviar um pequeno resumo e trabalho completo, (com titulo, filiação), para info@apevt.pt, até 1 de março. O resultado da seleção de propostas será anunciado, por email, até ao dia 17 de março de 2018.

Programa provisório:

Encontro Nacional da APEVT

08h30 – Receção

09h00 – Sessão de abertura | Contexto e finalidades do Encontro Nacional | Assembleia Geral eletiva dos órgãos sociais da APEVT.

09h30 – Sessão Plenária1: O Perfil do Aluno à Saída da Escolaridade – Visão, princípios, valores e competências para a escola portuguesa do século XXI.

10h30 – Coffee break/Exposição trabalhos.

11h00 – Sessão Plenária2: O Projeto de Autonomia e Flexibilização Curricular – Aprendizagens Essenciais como referente da organização do ensino.

12h30 – Sessões Paralelas. Sala1 – Área artística e tecnológica – Aplicações práticas de tecnologias digitais em contexto, problemáticas de implementação. Sala2 – PAFC – Área artística e tecnológica e as matrizes curriculares base.

13h30 – Almoço.

15h00 – Sessões Paralelas. Sala1 – Avaliação Educativa – Provas de Aferição na Educação Visual e Educação Tecnológica. Sala2 – Recursos didáticos para a educação tecnológica.

16.00 – Sessão Plenária3: Promoção de competências na área artística e tecnológica para os objetivos e pressupostos previstos na Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável.

17.30 – Sessão de encerramento| Assembleia Geral – resultados da votação nos órgãos sociais da APEVT para o triénio 2018/2021.

Inscrições: Encontro Nacional da APEVT

O preço da inscrição é gratuito para associados, 10 € para não associados e 5 € para professores do agrupamento onde se realiza o Encontro.

O Encontro é reconhecido pelo Centro de Formação da Associação Nacional de Professores de Educação Visual e Tecnológica, na modalidade de Ação de Formação de Curta Duração relacionada com o exercício profissional, realizada na Escola Secundária Garcia de Orta – Porto, em 29/11/2017, com a duração de 6 horas.

Encontro Interdisciplinaridade: projetos e desafios

Na sequência do trabalho a que as diversas associações profissionais foram convidadas no âmbito do projeto Autonomia e Flexibilidade Curricular, a Associação Portuguesa de Educação Musical, a Associação Nacional de Professores de Educação Visual e Tecnológica, a Associação de Professores de Matemática e a Associação de Professores de Português, em colaboração com o Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, propuseram-se realizar um encontro sobre a temática da interdisciplinaridade centrada em projetos, experiências e propostas, dirigido aos professores do 1.º ciclo e do 2.º ciclo do ensino básico nas áreas de Língua Portuguesa, Matemática, Música, Educação Visual e Educação Tecnológica.

O projeto Autonomia e Flexibilidade Curricular oferece às escolas, professores e alunos uma brecha num sistema escolar que se tem vindo a fechar, a padronizar e a imobilizar em torno de objetivos que parece se terem reduzido aos resultados mensuráveis dos exames e às práticas que os alimentam.

Este projeto não muda este sistema mas possibilita uma abertura que force uma mudança mais significativa na Escola e nos objetivos educativos, coerentes com o Perfil dos Alunos à saída da Escolaridade Obrigatória e que para ele contribuam.

O desafio da interdisciplinaridade convida-nos a olhar para as aprendizagens dos nossos alunos de uma forma mais integrada — como a própria vida e o modo como dela nos tornamos protagonistas — dando passos no sentido de ultrapassar currículos demasiado espartilhados, prescritivos, receituários de soluções desajustadas à construção do saber e do saber fazer. Convida-nos também a olhar para a nossa prática e para a nossa “disciplina” de uma forma menos autossuficiente, isolada, sequencial, mais humilde e mais relacional. Por isso mais exigente para professores e alunos.

Na sequência do trabalho a que as diversas associações profissionais foram convidadas no âmbito deste projeto, a APEM, a APEVT, a APM e a APP, em colaboração com o IE-UL, propuseram-se realizar um encontro sobre a temática da interdisciplinaridade centrada em projetos, experiências e propostas, dirigido aos professores do 1.º ciclo e do 2.º ciclo do ensino básico nas áreas de Língua Portuguesa, Matemática, Música, Educação Visual e Educação Tecnológica.

Neste Encontro pretende-se, da análise das conferências com temáticas enquadradoras e com o testemunho da experiência vivida pelos professores no seu quotidiano escolar, alcançar, entre outros, os seguintes objetivos:
• valorizar a gestão da articulação horizontal do currículo e a mobilização do conhecimento;
• promover o trabalho interdisciplinar como dinâmica centrada no papel dos alunos enquanto autores;
• fortalecer o espírito de grupo, a capacidade para interagir socialmente e para praticar a interdisciplinaridade.

O Encontro “Interdisciplinaridade: Projetos e desafios” realiza-se no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa no dia 3 de março de 2018 e será certificado como ação de curta duração (Despacho n.º 5741/2015 Artigo 3.º).

Para se inscrever, clique aqui: 1º Encontro Interdisciplinaridade: projetos e desafios.

Inscrições para o Encontro Nacional de EVT

Já estão abertas as inscrições para o Encontro Nacional de Professores de EVT, que irá decorrer nos dias 10 e 11 de julho 2017 no espaço da Escola Básica do 2º e 3º Ciclos Dr. Horácio Bento de Gouveia, Funchal. Junte-se a nós neste evento, dando-nos força para lutar pelas Artes e Tecnologias na Educação.

Para se inscrever, clique aqui para aceder ao Formulário de Inscrição no Encontro Nacional de Professores de EVT.

e-Tech Portugal 2017

Nos dias 5 e 6 de maio Setúbal acolhe a feira tecnológica e-Tech Portugal 2017. De entrada gratuita, junta empresas de novas tecnologias, escolas, clubes de robótica e instituições que irão mostrar o que se faz em Portugal na intersecção entre a educação e a tecnologia. Espaços Inovadores na Educação (DGE/BEEVERYCREATIVE/Promethean/Steelcase), drones (Parrot), impressão 3D (Blocks) são alguns dos expositores presentes. Clubes de robótica de escolas portuguesas também estarão presentes, divulgando os seus projetos. Durante a feira tecnológica decorrerá ainda a conferência Indústria 4.0 e a Internet das Coisas. Esta conferência está creditada para efeitos de formação contínua. Para mais informações, viste a página da e-Tech Portugal 2017.

IV Encontro Internacional Casa das Ciências

Sob o tema A Educação Científica e Desenvolvimento Económico, decorrerá entre os dias 10 e 2 de julho o IV encontro da Casa das Ciências – Recursos Digitais para Professores. A Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa acolhe este encontro, destinado a professores das áreas científicas e tecnológicas. O programa temático divide-se em sessões plenárias, comunicações e workshops. Estes incidem quer sobre temáticas de educação científica quer sobre usos pedagógicos de novas tecnologias, abordando programação, robótica ou edição digital. O de Impressão 3D é assegurado por docentes do Centro de Formação da APEVT. Para mais informações, consulte o site do IV Encontro Internacional Casa das Ciências.

Codemove Portugal

O encerramento da primeira iniciativa do Movimento Código Portugal terá lugar no dia 11 de dezembro, no Pavilhão do Conhecimento – Centro Ciência Viva. Neste dia, a entrada no Pavilhão do Conhecimento é gratuita, com um programa para crianças, jovens e adultos, que terão oportunidade de aprender a programar e partilhar os resultados dos seus projetos em oficinas de formação, atividades, demonstrações e instalações artísticas.

Em todo o espaço do Pavilhão do Conhecimento, alunos do ensino básico e secundário, escolas, clubes de robótica, investigadores, programadores e artistas partilham com o público os seus projetos. Poder-se-á descobrir como “pensam” os computadores e como evoluíram os jogos, aprender a criar novos cenários, desenvolver apps, controlar robôs de salvamento, robôs interativos e sociais, programar microsatélites, cultivar plantas em Marte, medir sinais biomédicos ou transformar simples objetos do dia a dia num botão ou touchpad. Muitos destes projetos são desenvolvidos por alunos, nas escolas portuguesas. Para mais informações consulte a página do Movimento Código Portugal.

RoboParty 2016

Vai decorrer entre os dias 2 e 4 de março de 2017 a décima primeira edição da RoboParty. Este evento pedagógico reúne equipas de 4 pessoas, durante 3 dias e duas noites, para ensinar a construir robôs móveis autónomos, de uma forma simples, divertida e com acompanhamento por pessoas qualificadas. Inicialmente, é dada uma curta formação para aprender a dar os primeiros passos em Eletrónica, programação de robôs, e construção mecânica, depois é entregue um KIT robótico desenvolvido pela botnroll.com e pela Universidade do Minho, para ser montado pelos participantes (mecânica, eletrónica, e programação) e que no final do evento pertence à equipa. Todas as equipas têm acompanhamento de pessoas com conhecimento para ajudar na construção e programação do teu robô. Para mais informações e inscrições, consulte a página da RoboParty 2016.

BAD Jobs 2016

A Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas (BAD), em parceria com a Junta de Freguesia de Arroios, realiza nos dias 18 e 19 de novembro de 2016, no Mercado 31 de Janeiro, em Lisboa,  a 1ª edição do Mercado das Profissões BAD (Bibliotecas, Arquivos e Museus), intitulada BAD JOBS 2016 – Formação e profissão: que futuro?. O programa deste evento inclui apresentação de projetos, workshops, teatro de marionetas, sessões de música, feira de livros e demonstrações feitas por diversas escolas, entre as quais a aplicação de tecnologias de modelação e impressão 3D em contextos pedagógicos, criando espaços maker nas bibliotecas escolares.

Encontro Nacional de Professores

Dando seguimento às propostas da Comissão de Refundação para a APEVT, foi realizado o Encontro Nacional de Professores que foi palco,  também, da eleição dos novos orgãos diretivos da associação, com escolha de cerca de 38 colaboradores para os diversos orgãos, direções regionais de proximidade e colégio pedagógico do seu centro de formação.

Enc_Nac_ABR_2016_Cartaz

Este evento, que decorreu na Escola Artística Soares dos Reis, Porto, em 16 de ABRIL de 2016, contou com uma forte participação de colegas dos grupos de recrutamento 240, 530 e 600. Clique aqui para visualizar imagens do evento.