DICA – DESAFIOS DE IDEIAS CRIATIVAS EM AÇÃO

REGULAMENTO

ARTIGO 1: APRESENTAÇÃO

1.1 MISSÃO
O projeto “Desafios de Ideias Criativas em Ação”, doravante designada por DICA, resulta de uma parceria entre a Associação Nacional de Professores de Educação Visual e Tecnológica, a Torrance Center Portugal – Associação Científica e Pedagógica e a Escolíadas – Associação Recreativa e Cultural, que pretende envolver os alunos das escolas de todo o país, das escolas dos países de língua oficial portuguesa do Ensino Básico. A 1ª edição decorrerá ao longo do ano letivo 2021/2022. DICA tem como objetivo o desenvolvimento de processos criativos em contexto escolar que promovam o pensamento crítico e criativo, o conhecimento, a valorização pelas aprendizagens interdisciplinares e a troca de experiências entre alunos, numa vasta diversidade de territórios educativos. A partir de aprendizagens desencadeadas no âmbito de projetos de integração curricular em contexto STEAM – Ciência Tecnologia Engenharia Arte & Matemática, os alunos iniciam uma aventura criativa de procura de ideias e soluções originais. Os Desafios de Ideias Criativas em Ação vão proporcionar, através de trabalho colaborativo, uma experiência estimulante na criação de produtos que solicitem e desenvolvem Aprendizagens Essenciais e áreas de competência do Perfil dos Alunos.
Deseja-se que os produtos mobilizem diferentes manifestações artísticas, técnicas e científicas (pintura, desenho, escultura, fotografia, assemblage, colagem, fotografia, instalação, prototipagem, entre outros). Os elementos a utilizar na realização dos trabalhos podem incluir todo o tipo de materiais, nomeadamente materiais reaproveitados, assim como todo o tipo de componentes e operadores tecnológicos.
A apresentação/divulgação dos produtos finais, com a demonstração das várias etapas do processo de realização do projeto, apela à utilização de tecnologias de produção multimédia, tais como apresentações
interativas, videogramas e podcasts.

1.2 TEMA e OBJETIVOS
Os participantes, consoante o seu escalão, serão confrontados com DESAFIOS que desenvolvam ações de intervenção na COMUNIDADE, com ideias e soluções originais, sustentáveis e promotoras de qualidade de vida.
Colaborar e fazer a diferença na comunidade requer dedicação e empatia. Cada comunidade possui as suas próprias necessidades, portanto, caberá a cada equipa a sua identificação, desenvolvimento e execução do projeto com vista a solucionar a questão de partida e concomitantemente, perseguir os objetivos:
1. Identificar diferentes manifestações culturais do património da sua Comunidade.
2. Dialogar sobre o que vê e sente, de modo a construir múltiplos discursos e leituras da realidade.
3. Estimular para a importância de processos criativos, através da mobilização e apropriação de competências e da valorização do trabalho colaborativo.
4. Desenvolver processos de promoção de criatividade, mobilizando nomeadamente, as várias etapas do processo artístico (pesquisa, investigação, criação e reflexão), assim como, processos e recursos tecnológicos que mobilizem a resolução de problemas (conceção, transformação, produção e avaliação) na realização de produções artísticas e tecnológicas.
5. Utilizar os conceitos e as linguagens específicas da comunicação visual e tecnológica com intencionalidade e sentido crítico.
6. Desenvolver Educação para a Cidadania que privilegie questões relacionadas com a sustentabilidade, a interculturalidade e a valorização de conceitos e valores de cidadania democrática.

1.3 DESAFIOS
Os Desafios de Ideias Criativas em Ação destinam-se a alunos do 1.º, 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico, da rede pública ou privada, em território nacional e para as escolas dos países de língua oficial portuguesa, orientados por professores de Expressão Plástica, Artes Visuais, Educação Visual, Educação Tecnológica e Desenho no âmbito das suas disciplinas, ou destes com professores de outras disciplinas curriculares integrados num projeto curricular (p. ex. num DAC ou um PCT), bem como professores do 1º ciclo, em contexto letivo ou de enriquecimento curricular. Os professores organizam equipa(s) colaborativa(s) constituídas por alunos, até seis elementos por equipa. Serão valorizadas as inscrições cuja realização se insere no Projeto Educativo do Agrupamento e consequentemente os Planos Curriculares de Turma.
Cada professor participante poderá fazer a inscrição da(s) sua(s) equipa(s) num dos seguintes escalões:

1.º ESCALÃO: alunos do 3º e 4º ano do 1.º Ciclo do Ensino Básico
DESAFIO – A GRANDE AVENTURA “Estrelas do Amanhã”
Criar e apresentar uma história sobre uma criatura imaginária que parte à descoberta da Comunidade.

2.º ESCALÃO: alunos do 2.º Ciclo do Ensino Básico
DESAFIO – PARTIR À DESCOBERTA “Tu és importante para a Comunidade”
Implementar ideias criativas, para resolver uma situação/problema concreto da Comunidade.

3.º ESCALÃO: alunos do 3.º Ciclo do Ensino Básico
DESAFIO – A AÇÃO É O CORAÇÃO DO PROJETO “Transformar o mundo num lugar melhor”
Implementar ideias criativas, para resolver uma necessidade concreto da Comunidade.

1.4 ETAPAS DO PROCESSO
1.4.1 Lançamento, divulgação e inscrição no projeto
Após o lançamento e divulgação publica da 1.ª edição “Desafios de Ideias Criativas em Ação” será aberto um período para inscrição de candidaturas, entre maio e setembro 2021, subscritas por um professor no âmbito da
sua disciplina ou área curricular, ou como representante de um grupo de professores. A candidatura concretiza-se através do preenchimento de um formulário on-line disponibilizado no site e redes sociais do projeto.
1.4.2 Divulgação das escolas inscritas e formação
A divulgação das escolas inscritas e do plano de formação certificada (Ações de Curta Duração até 6 horas) será efetuada entre outubro e novembro 2021, para os professores participantes visando a iniciação às metodologias e técnicas inerentes ao projeto, tais como:
– “Aprendizagem Baseada em Projeto” (PBL – Project Basic Learning). APEVT;
– “Resolução Criativa de Problemas” (CPS – Creative Problem Solvers). Torrance Center Portugal;
– “Técnicas de produção de vídeo e imagem” – Associação Escolíadas.
1.4.3 Desenvolvimento dos projetos, submissão e seleção do júri
Nesta etapa os alunos desenvolvem os projetos, com incidências metodológicas e aplicação das suas socialemotional skills e, em particular, nas competências Go Creativity: Educação para a Criatividade, entre dezembro
e abril de 2021, criando, no final, uma produção multimédia para divulgação do processo de trabalho ao longo da
realização do projeto.
Após a expedição à comissão organizadora do projeto DICA, até ao final da primeira quinzena de abril, serão selecionados para prestação de Prova três (3) projetos por escalão, num total de nove (9) equipas. A seleção é da responsabilidade de um júri.
1.4.4 Apresentação pública dos projetos participantes e provas finais dos projetos selecionados
Realização do Encontro Nacional das Escolas DICA visando a divulgação, exposição/mostra dos projetos criados por todas as equipas colaborativas de cada escola participante e prestação da Prova Final dos nove (9) projetos selecionados com a comunicação, apresentação e defesa do projeto.

 

ARTIGO 2: INSCRIÇÃO

2.1. A inscrição no DICA deverá ser feita pelo professor responsável;
2.2. Poderão ser inscritos alunos do 3º e 4º anos do 1.º Ciclo do Ensino Básico e alunos dos 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico, da rede pública ou privada, em território nacional e para as escolas dos países de língua oficial
portuguesa, orientados por professores de Expressão Plástica, Artes Visuais, Educação Visual, Educação Tecnológica e Desenho no âmbito das suas disciplinas, ou destes com professores de outras disciplinas curriculares
integrados num projeto curricular (p. ex. num DAC ou um PCT)
2.3. A inscrição deverá ser realizada no website DICA até dia 30 de setembro de 2021;
2.4. A inscrição deverá ser realizada pelo professor, podendo o mesmo ser responsável por várias equipas de alunos.
2.5. No ato de inscrição o professor não é obrigado a indicar o número de equipas que irá acompanhar, nem a constituição das mesmas, contudo responsabiliza-se por fornecer os dados das suas equipas de acordo com o estipulado no ponto 2.6;
2.6. O professor responsável deverá preencher a informação relativa às suas equipas até dia 31 de dezembro de 2021. Para cada equipa deverá indicar: designação da equipa, estabelecimento de ensino e constituição da equipa (nome completo dos alunos, idade e ano de escolaridade). Esta informação deverá ser preenchida em formulário próprio para o efeito, a disponibilizar no website DICA.

 

ARTIGO 3: CONSTITUIÇÃO DAS EQUIPAS

3.1. A constituição das equipas é da responsabilidade do professor;
3.2. Cada equipa terá, na sua constituição, um máximo de 6 (seis) e um mínimo de 3 (três) elementos;
3.3. Todos os alunos incluídos nas equipas deverão encontrar-se a frequentar entre o 3º ano do 1º ciclo e o 9º ano do 3º ciclo do Ensino Básico;
3.4. As equipas poderão ser mistas, contendo alunos de diferentes anos de escolaridade. Nesses casos, deverá ser realizado o desafio do escalão correspondente ao aluno que frequente o ano de escolaridade mais avançado;
3.5. Não existe limite de número de equipas associadas a cada professor, sendo possível a inscrição de várias equipas de diferentes anos/ciclos de escolaridade.

 

ARTIGO 4: ESCALÕES

De acordo com o ano de escolaridade dos seus elementos, as equipas são integradas no respetivo escalão:
4.1. 1.º ESCALÃO: alunos 3º e 4º ano do 1.º Ciclo do Ensino Básico
DESAFIO – A GRANDE AVENTURA “Estrelas do Amanhã”
Criar e apresentar uma história sobre uma criatura imaginária que parte à descoberta da Comunidade:
• Escrever e ilustrar uma narrativa visual – história.
• Recriar a letra de uma música contando ou completando a história.
• Construir uma apresentação interativa, com recurso à história e à música.
4.2. 2.º ESCALÃO: alunos do 2.º Ciclo do Ensino Básico
DESAFIO – PARTIR À DESCOBERTA “Tu és importante para a Comunidade”
Implementar ideias criativas, para resolver uma situação/problema concreto da Comunidade:
• Escrever um roteiro que descreva a intervenção comunitária, (utilizando registos gráficos / narrativas visuais).
• Ilustrar o roteiro de forma bidimensional ou tridimensional (protótipo ou maqueta).
• Produzir um videoclipe, com letra, imagens e música, que descreva a intervenção comunitária, a partir do roteiro e ilustração realizada.
4.3. 3.º ESCALÃO: alunos do 3.º Ciclo do Ensino Básico
DESAFIO – A AÇÃO É O CORAÇÃO DO PROJETO “Transformar o mundo num lugar melhor”
Implementar ideias criativas, para resolver uma necessidade concreto da Comunidade:
• Escrever um roteiro que contenha um enredo com dilemas e conflitos da comunidade (utilizando registos gráficos / narrativas visuais).
• Ilustrar o roteiro de forma bidimensional ou tridimensional (protótipo ou maqueta).
• Produzir um podcast dividido em duas partes, separadas por um intervalo publicitário que cative a atenção do público para divulgar à comunidade.

 

ARTIGO 5: DESAFIOS

Cada equipa deverá realizar o desafio correspondente, de acordo com o seu escalão, sendo obrigatória a apresentação de todos os elementos constantes do desafio.
5.1 A GRANDE AVENTURA “Estrelas do Amanhã” (1º Escalão)
O desafio, A GRANDE AVENTURA “Estrelas do Amanhã” propõe a criação e apresentação de uma história sobre uma criatura imaginária que parte à descoberta da comunidade, através dos seguintes elementos:
HISTÓRIA: Escrever e ilustrar uma narrativa visual;
MÚSICA: Recriar a letra de uma música contando ou completando a história;
APRESENTAÇÃO INTERATIVA: Construir uma apresentação interativa, com recurso à história e à música
5.1.1 HISTÓRIA
A história apresentada deverá ser original, integrando uma criatura imaginária e tendo lugar na comunidade;
Por comunidade entende-se a comunidade onde está inserida a escola frequentada pela equipa;
A história deve integrar ideias e soluções originais, sustentáveis e promotoras de qualidade de vida para a comunidade;
A ilustração da história poderá ser realizada com recurso a qualquer técnica, meio e material.
5.1.2. MÚSICA
Admite-se a utilização de qualquer música, completa ou parcialmente, desde que recriada a sua letra;
A letra recriada deverá contar a história na íntegra ou parcialmente, completando a narrativa criada;
5.1.3 APRESENTAÇÃO INTERATIVA
A apresentação interativa deve agregar todos os elementos do desafio (história/narrativa, música e ilustração);
Admite-se a utilização de qualquer meio digital para elaboração da apresentação;
Para além dos elementos obrigatórios, a equipa poderá inserir outros elementos à escolha, contribuindo para o desafio.
A submissão do desafio pela equipa deverá ser a apresentação final, onde deverão constar todos os elementos obrigatórios. A apresentação deverá ser entregue nas versões slide show (PowerPoint) mais
recentes Office 2007 – 2010), entre 3 a 5 minutos.
5.2 PARTIR À DESCOBERTA “Tu és importante para a Comunidade” (2º Escalão)
O desafio PARTIR À DESCOBERTA “Tu és importante para a Comunidade” visa a implementação de ideias criativas, para resolver uma situação/problema concreto da Comunidade, através dos seguintes elementos:
ROTEIRO: Escrever um roteiro que descreva a intervenção comunitária (utilizando registos gráficos / narrativas visuais);
ILUSTRAÇÃO: Ilustrar o roteiro de forma bidimensional ou tridimensional (protótipo ou maqueta).
VIDEOCLIPE: Produzir um videoclipe, com letra, imagens e música, que descreva a intervenção comunitária, a partir do roteiro e ilustração realizada.
5.2.1 ROTEIRO
O roteiro apresentado deverá ser original, descrevendo de forma clara uma ou várias intervenções comunitárias;
Por comunidade entende-se a comunidade onde está inserida a escola frequentada pela equipa;
O roteiro deve integrar ideias e soluções originais, sustentáveis e promotoras de qualidade de vida para a comunidade;
Deverão ser utilizados registos gráficos na elaboração do roteiro / narrativas visuais, sendo admitido qualquer técnica, meio e material.
5.2.2. ILUSTRAÇÃO
O roteiro elaborado deve ser comunicado visualmente, através de representação bidimensional ou tridimensional (protótipo ou maqueta);
É admitida a utilização de qualquer técnica, meio e material na ilustração do roteiro.
5.2.3 VIDEOCLIPE
O videoclipe deverá conter, obrigatoriamente, letra, imagens e música;
Deverá comunicar, claramente, a intervenção comunitária de resolução de uma situação/problema concreto da comunidade;
Deverá integrar os restantes elementos obrigatórios (roteiro e ilustração)
Para além dos elementos obrigatórios, a equipa poderá inserir outros elementos à escolha, contribuindo para o desafio.
A submissão do desafio pela equipa deverá ser a apresentação final, onde deverão constar todos os elementos obrigatórios. A apresentação deverá ser entregue, preferencialmente, no formato MPEG-4 e
na resolução com o máximo de 1080p (Full HD), entre 3 a 5 minutos.
5.3 A AÇÃO É O CORAÇÃO DO PROJETO “Transformar o mundo num lugar melhor” (3º Escalão)
O desafio PARTIR À DESCOBERTA “Tu és importante para a Comunidade” visa a implementação de ideias criativas, para resolver uma necessidade em concreto da Comunidade, através dos seguintes elementos:
ROTEIRO: Escrever um roteiro que descreva a intervenção comunitária (utilizando registos gráficos / narrativas visuais);
ILUSTRAÇÃO: Ilustrar o roteiro de forma bidimensional ou tridimensional (maqueta).
PODCAST: Produzir um podcast, em 3 partes (parte 1, intervalo – spot publicitário, parte 2), que descreva a intervenção comunitária, a partir do roteiro e ilustração realizada.
5.3.1 ROTEIRO
O roteiro apresentado deverá ser original, descrevendo de forma clara a implementação de uma ou várias ideias criativas que visem a resolução de uma necessidade em concreto da comunidade;
Por comunidade entende-se a comunidade onde está inserida a escola frequentada pela equipa;
O roteiro deve integrar ideias e soluções originais, sustentáveis e promotoras de qualidade de vida para a comunidade;
Deverão ser utilizados registos gráficos na elaboração do roteiro / narrativas visuais, sendo admitido qualquer técnica, meio e material.
5.3.2. ILUSTRAÇÃO
O roteiro elaborado deve ser comunicado visualmente, através de representação bidimensional ou tridimensional (maqueta);
É admitida a utilização de qualquer técnica, meio e material na ilustração do roteiro.
5.3.3 PODCAST
O podcast deverá estar estruturado em 3 partes: primeira seção do podcast; Intervalo / Spot publicitário; Secção final do podcast
O podcast deverá comunicar, claramente, a intervenção comunitária de resolução de uma necessidade em concreto da comunidade;
Deverá integrar os restantes elementos obrigatórios (roteiro e ilustração)
Para além dos elementos obrigatórios, a equipa poderá inserir outros elementos à escolha, contribuindo para o desafio.
A submissão do desafio pela equipa deverá ser o podcast, onde deverão constar todos os elementos obrigatórios. A apresentação deverá ser entregue no formato MP3 e não deverá exceder 5 minutos.

 

ARTIGO 6: FORMAÇÃO – PROFESSORES

Os professores participantes das equipas terão acesso a 3 momentos formativos, em datas a definir, entre outubro e novembro de 2021. A formação visa a iniciação às metodologias e técnicas inerentes ao projeto, tais como:
Aprendizagem Baseada em Projeto (PBL – Project Basic Learning). APEVT;
Resolução Criativa de Problemas (CPS – Creative Problem Solvers). Torrance Center Portugal;
Técnicas de produção de vídeo e imagem – Associação Escolíadas.
A formação é exclusiva para os professores participantes, não sendo permitido a participação de outros elementos;
A formação será online, para todos os professores participantes;
A não comparência na formação não inviabiliza a participação das equipas, contudo é recomendado que o professor participe.

 

ARTIGO 7: SUBMISSÃO DAS PARTICIPAÇÕES

A submissão das participações é da responsabilidade do professor;
A submissão deverá ser feita na página web do DICA, de acordo com as instruções a constar na mesma à data de submissão;
O período de submissão dos projetos é de uma (1) semana, encerrando a 30 de abril.

 

ARTIGO 8: SELEÇÃO

Após a expedição à Comissão Organizadora do projeto DICA, até ao final da primeira quinzena de abril, serão selecionados para prestação de Prova três (3) projetos por escalão, num total de nove (9) equipas.
A seleção é da responsabilidade de um júri, constituído pela comissão organizadora.
As equipas selecionadas serão informadas por e-mail e divulgadas nas redes sociais DICA.

 

ARTIGO 9: COMISSÃO ORGANIZADORA

A Comissão Organizadora é composta por elementos, em igual número, das entidades organizadoras Associação Nacional de Professores de Educação Visual e Tecnológica, Torrance Center Portugal – Associação Científica e Pedagógica e Escolíadas – Associação Recreativa e Cultural.

 

ARTIGO 10: PRESTAÇÃO DE PROVA E ENCONTRO NACIONAL DAS ESCOLAS DICA

O Encontro Nacional das Escolas DICA visando a divulgação, exposição/mostra dos projetos criados por todas as equipas colaborativas de cada escola participante e prestação da Prova Final dos nove (9) projetos selecionados com a comunicação, apresentação e defesa do projeto. O Encontro Nacional das Escolas DICA terá lugar, em data a definir, no mês de maio de 2022;
Caberá à Comissão Organizadora definir e divulgar a data e local do Encontro até ao final do mês de abril de 2022;
Todos os participantes, alunos e professores, estão convidados para o Encontro;
A Prestação de Provas consistirá na comunicação, apresentação e defesa dos nove (9) projetos selecionados;
A avaliação dos projetos será realizada pelo júri e os vencedores serão anunciados no final do Encontro;
Após a avaliação haverá lugar à entrega de prémios;
A Comissão Organizadora, em conjunto com o júri, reserva-se o direito de seleção de outros projetos para Menção Honrosa;
Na eventualidade de uma equipa selecionada não poder comparecer no Encontro, esta deverá fazer-se representar por elemento a definir antecipadamente junto da Comissão Organizadora;
A organização reserva-se no direito de, por questões de eficácia e segurança dos participantes e espectadores, proibir a entrada no recinto das provas, sujeita à lotação da sala.

 

ARTIGO 11: JÚRI

Cabe à Comissão Organizadora, convidar e divulgar os elementos do júri;
Os elementos do júri deverão ser elementos com reconhecida ligação ao âmbito dos desafios (artes, cultura, intervenção comunitária, criatividade e STEAM);
O júri será composto por 5 elementos;
À Comissão Organizadora cabe o papel de conduzi-los, apresentando-lhes o evento, o respetivo regulamento e funcionamento do mesmo;
A constituição do júri poderá ser alterada, quer em número, quer na sua composição, cabendo essa decisão à Comissão Organizadora;
A decisão do júri é irrevogável, não havendo lugar a qualquer recurso.

 

ARTIGO 12: CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO

Cabe à Comissão Organizadora, estabelecer e divulgar os critérios de pontuação;
Caberá ao júri, no momento do Encontro Nacional das Escolas DICA, atribuir uma cotação de zero (0) a vinte (20) para cada um dos critérios, aos nove (9) projetos selecionados.
Cada um dos três (3) escalões terá critérios de pontuação, de acordo com os desafios.

 

ARTIGO 13: PRÉMIOS

Cabe à Comissão Organizadora, estabelecer e divulgar os prémios aos projetos selecionados;
A entrega de prémios terá lugar no momento do Encontro Nacional das Escolas DICA.

 

ARTIGO 14: IMAGEM E DIREITOS DE AUTOR

Todos os participantes no DICA dão o seu assentimento tácito à captação de imagens, som e vídeo, autorizando a sua divulgação para efeitos de promoção do projeto DICA, independentemente do ano da sua realização;
Todos os direitos de todos os registos audiovisuais recolhidos no decorrer das ações do DICA pertencem às entidades organizadoras(Associação Nacional de Professores de Educação Visual e Tecnológica, a Torrance Center Portugal – Associação Científica e Pedagógica e a Escolíadas – Associação Recreativa e Cultural)

 

ARTIGO 15: PROTEÇÃO DE DADOS

Os dados pessoais que tenham sido ou venham a ser fornecidos à organização, diretamente ou por intermédio de outrem, no âmbito do DICA, doravante “Dados Pessoais”, serão tratados pela organização, entidade responsável pelo tratamento dos dados, para a finalidade de expedição de informação sobre o projeto.
Ao fazer a inscrição, a pessoa responsável pela participação assume que leu e tomou conhecimento deste Regulamento que prevê̂ a utilização dos Dados Pessoais dos Participantes para os específicos efeitos.
Nenhum dado pessoal será́ utilizado fora do contexto, para fins comerciais e/ou publicitários, nem será́ fornecido a qualquer parceiro ou entidade exterior.

 

ARTIGO 16: DISPOSIÇÕES FINAIS

É expressamente proibida a participação no DICA de qualquer membro da organização.
Quer os casos omissos, quer todas e quaisquer dúvidas de interpretação do presente regulamento serão integradas, casuisticamente, pela organização, sem direito a recurso.
A participação no DICA implica a aceitação incondicional do presente regulamento.