Academias Gulbenkian do Conhecimento

PROJETO “Academias Gulbenkian do Conhecimento – Metodologias de Referência”

A valorização da cultura territorial é uma das áreas em que se sente a necessidade de desenvolver as competências das novas gerações, identificada nas medidas da PNAP e do Programa Nacional da Política de Ordenamento do Território, de “ativar a educação para uma nova cultura territorial”.

O objetivo final deste projeto, coordenado pela Ordem do Arquitetos em parceria com a APEVT, a APG e outas associações, pretende desenvolver as competências de 200 jovens dos 13 aos 18 anos, para os habilitar a reconhecer o valor dos espaços interiores e exteriores onde vivemos e identificar os desafios que se colocam ao território, num ambiente de participação ativa, com 10 escolas de 5 cidades diferentes do país. Com recurso ao método “Criatividade, resolução de problemas em ação”, o projeto estimula as oportunidades de realização dos jovens e o interesse das orientações curriculares pela qualidade da arquitetura e da paisagem urbana e rural, para enraizar a consciência do lugar e valorizar o território e o património como bens comuns, que devemos legar às próximas gerações.

O projeto desenvolve-se em duas fases, seguindo a metodologia de referência, a primeira de formação e a segunda de implementação. No contexto da formação teremos 20 mentores, definindo-se o grupo de 4 elementos (docentes de Artes Visuais ou Educação Visual e Tecnológica e de Geografia, Arquitectos e Arquitectos Paisagistas), em cada um dos 5 concelhos. Estes serão responsáveis pela partilha da metodologia com os docentes das 10 Escolas identificadas, enquanto co-mentores, implementando em conjunto o projeto, com cerca de 200 estudantes: 10 turmas do 2º e 3º ciclos ou do secundário (duas em cada um desses concelhos). Iniciando-se em Setembro de 2018 com a formação dos mentores, a implementação nas Escolas decorre no 2º e 3º período do ano letivo, até Junho de 2019, com uma sessão de 90 minutos por semana e 3 saídas de campo, que serão os momentos de encontro dos jovens e partilha de experiências e resultados, perfazendo as horas de participação ativa com os estudantes.