Currículo para o Século XXI: Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória

Partilhamos a versão final do documento estruturante Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória. São estas as áreas de competência que integram o perfil: linguagens e textos; informação e comunicação; raciocínio e resolução de problemas; pensamento crítico e pensamento criativo; desenvolvimento pessoal e autonomia; bem-estar e saúde; sensibilidade estética e artística; saber técnico e tecnologia; consciência e domínio do corpo. Destacamos as três últimas, por se inserirem no âmbito das áreas disciplinares que representamos e incorporarem a nossa filosofia criativa e experimental.

Conforme referiu o jornal Público na sua notícia de destaque sobre as Competências para o Século XXI,

“Não há mais, e há muito que as há, ciências ditas duras e ciências ditas moles, saberes essenciais e saberes dispensáveis, conhecimento material útil e cultura acessória inúntil”,disse o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, no final da sessão de apresentação do perfil de competência. O actual ministro demarcava-se assim, uma vez mais, das opções adoptadas pelo anterior titular da pasta, Nuno Crato, que elegeu um número reduzido de disciplinas como sendo “estruturantes”, entre elas o Português e Matemática. “Se tudo correr bem, no próximo ano lectivo, nos anos iniciais de ciclo, já se estará a trabalhar nesta base”, acrescentou.

Este documento estruturante representa uma mudança de paradigma educativo, atento e que responde aos desafios do mundo contemporâneo e futuro próximo. Para ajudar a transformar estes princípios em realidade educativa, está prevista formação aos docentes, para que no terreno possam adaptar as suas práticas e estimular nos alunos aprendizagens mais ricas, humanistas, críticas e tecnológicas, que os preparem não com blocos de conhecimento estanque mas com competências ativas que lhes permitirão ter posturas dinâmicas de resposta aos desafios inescrutáveis de um futuro incerto e em rápida mutação e desenvolvimento. Clique aqui para o consultar: Perfil dos Alunos à Saida da Escolaridade Obrigatória.

Formação APEVT – Março

Ações de formação da APEVT a iniciar brevemente: temos cinco ações e cursos de formação creditados, destinados a professores de EVT, EV, ET, Primeiro Ciclo e Educadores a iniciar em março, distribuídas por todo o país.

No Algarve, estão disponíveis inscrições para as formações Os Brinquedos Óticos como Instrumento para uma Aprendizagem Lúdica e Vamos Contar Histórias com os Brinquedos Óticos no Jardim de Infância e 1º CEB.

A zona Norte acolhe as ações Ilustração Digital: As TIC no desenvolvimento de qualidades comunicacionais e expressivas para a prática pedagógica e Materiais e Técnicas de Expressão Plástica.

Para Lisboa e Vale do Tejo está prevista a formação Património: O diário gráfico como suporte de aprendizagem e conhecimento da identidade local.

Clique aqui para aceder às inscrições nas ações de formação APEVT: Inscrições (Norte, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve). Para ficar a conhecer toda a nossa oferta formativa, consulte o nosso Plano de Formação.

Curso de Formação: Brinquedos Óticos no Pré-Escolar e 1º Ciclo

CURSO DE FORMAÇÃO:  VAMOS CONTAR HISTÓRIAS COM OS BRINQUEDOS ÓTICOS NO JARDIM DE INFÂNCIA E 1º CEB

Formador: Marco Taylor

Objetivos da Ação

Promover e divulgar junto dos professores e educadores a pertinência da abordagem aos princípios de animação de imagens em contextos educativos diversificados; Refletir sobre a importância da integração dos brinquedos óticos em contexto educativo; Produzir brinquedos óticos diversos e criar recursos educativos e pedagógicos para utilização posterior em contexto real; Experimentar e realizar construções de diversos brinquedos óticos, explorando as suas capacidades criativas, lúdicas e expressivas; Utilizar diferentes áreas do saber e mobilizá-las para este contexto específico de aplicação; Criar projetos de intervenção educativa, utilizando os brinquedos óticos e a sua componente lúdica; Partilhar experiências e construir mecanismos de troca de conhecimentos neste domínio específico, utilizando e prevendo contextos diversos de aplicação; Realizar brinquedos óticos diversos, discutindo paralelamente os seus princípios de funcionamento e seu contexto de aplicação e de integração das diversas áreas do conhecimento.

Conteúdos da Ação

INTRODUÇÃO À ACÇÃO DE FORMAÇÃO (2 Horas): Conteúdos, objetivos e finalidades da ação; Planificação do trabalho a desenvolver; Modalidades de avaliação da ação e apresentação e discussão sobre a temática.

OS PRINCIPIOS DE ANIMAÇÃO DE IMAGENS (4 Horas): Surgimento e evolução histórica dos brinquedos óticos; O efeito da persistência retiniana das imagens; O que é a animação de imagens; O thaumatrope como brinquedo ótico que demonstra este principio (realização prática do brinquedo); Exemplo de uma animação simples, utilizando a animação de duas imagens (realização prática deste brinquedo ótico).

BRINQUEDOS ÓPTICOS E PERCEPÇÃO DO MOVIMENTO (4 Horas); A animação de várias imagens – princípios físicos, óticos e históricos; A animação em ciclo e a sua demonstração com o phenakistiscope: princípios de funcionamento do brinquedo ótico e sua construção.

O MOVIMENTO CONTÍNUO E APLICAÇÃO AOS BRINQUEDOS ÓPTICOS  (4 Horas): O zootrope como aparelho de ilusão ótica que permite ver uma animação contínua – princípios históricos e de realização; Construção de várias tiras animadas para a realização e visionamento deste brinquedo ótico; Evolução histórica deste brinquedo ótico e origem do subsequente: o praxinoscópio.

PROJECTOS DE ANIMAÇÃO (5 Horas): Realização de animações complexas; O storyboard e a estruturação de um argumento para uma história a contar no brinquedo ótico “flip-book”; Princípios de realização de um “flip-book” e visionamento de exemplos; Construção do brinquedo ótico.

APLICAÇÃO DOS BRINQUEDOS ÓPTICOS EM CONTEXTO ESCOLAR (6 Horas): A aplicação dos brinquedos óticos em contexto escolar, de forma lúdica – teorias e princípios fundamentais; Exemplos de projetos de intervenção comunitária nesta área; Discussão e partilha de experiências diversificadas; Criação de modelos de intervenção em contexto real; Realização de trabalhos individuais e de grupo, planificando e organizando atividades pedagógicas/lúdicas/didáticas na área dos brinquedos óticos e de intervenção na comunidade educativa (realização dos trabalhos finais da ação).

Local de Realização:

Agrupamento de Escolas de Ferreiras/ALBUFEIRA

Calendarização:

SÁBADOS – MARÇO – DIAS – 18, 25 – DAS 09.30/13.00HRS E DAS 14.00/17.30HRS
ABRIL – DIA 22 – DAS 09.00/13.00HRS, DIA 29 – DAS 09.30/13.00HRS E DAS 14.00/17.30HRS

Destinatários:

Educadores de Infância

Professores do 1º. CEB

25 HORAS

CRÉDITOS: 1,0

Para os efeitos previstos no artº.5º,do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores este CURSO releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do Grupo 240 do 2º Ciclo e dos Grupos 530 e 600 do 3º CEB.

Para efeitos de aplicação do nº 3 do artº.14º do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores este CURSO releva para a progressão na carreira de Professores do Grupo 240 do 2º Ciclo e dos Grupos 530 e 600 do 3º CEB (dimensão científica e pedagógica).

Valor de inscrição/donativo:

40,00€ para os docentes do Agrupamento de Escolas Santos Simões e Associados da APEVT.

60,00€ para não Associados da APEVT e docentes de outras escolas.

Inscrições aqui: Ações de Formação APEVT – Alentejo e Algarve.

Ação de Formação: Diários Gráficos

CURSO DE FORMAÇÃO: PATRIMÓNIO – O diário gráfico como suporte de aprendizagem e conhecimento da identidade local

Formador: António Procópio

Objetivos da Ação:

desenvolver as capacidades de observação e interpretação;Desenvolver o sentido crítico; Desenvolver as capacidades de representação, de expressão e de comunicação; Identificar tipos de património cultural; Localizar património arquitetónico edificado; Compreender a importância da preservação do património; Sensibilizar os professores para a utilização do diário gráfico como recurso pedagógico; Dar a conhecer formas de utilizar o diário gráfico; Dar a conhecer estratégias de implementação, organização e avaliação do diário gráfico.

Conteúdos da Ação:

Património (1,5 hora): O património local e nacional; Principais locais de interesse (centros históricos/museus).

O desenho como ativador da memória (1 hora): O exemplo dos diários de viagem: Le Corbusier; Eduardo Salavisa.

O diário gráfico (1,5 hora): Um suporte de aprendizagem e conhecimento da identidade local.

Técnicas (2 horas): Materiais riscadores e de pintura adequados ao desenho no exterior /experimentação.

O desenho (6 horas): Elementos constituintes da forma; Espaço/ noções básicas de perspetiva.

Organização de uma visita de estudo (3 horas): Realização de um guião gráfico.

Local de Realização:

Cooperativa de Comunicação e Cultura, Rua da Cruz, nº9,- 9A – 13,  TORRES VEDRAS (Ponto de Encontro e de Reflexão Final). A ação de formação será realizada na rua a visitar o património edificado.

Calendarização:

SÁBADOS – MARÇO– DIAS – 18 e 25  DAS 09.30/13.00HRS E DAS 14.00/18.00HRS

Destinatários:

Professores dos Grupos 240, 530 e 600

15 HORAS

CRÉDITOS: 0,6

Para os efeitos previstos no artº.5º,do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores este CURSO releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do Grupo 240 do 2º Ciclo e dos Grupos 530 e 600 do 3º CEB.

Para efeitos de aplicação do nº 3 do artº.14º do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores este CURSO releva para a progressão na carreira de Professores do Grupo 240 do 2º Ciclo e dos Grupos 530 e 600 do 3º CEB (dimensão científica e pedagógica).

Valor de inscrição/donativo:

40,00€ para os docentes do Agrupamento de Escolas Santos Simões e Associados da APEVT.

60,00€ para não Associados da APEVT e docentes de outras escolas.

Inscrições aqui: Ações de Formação APEVT – Lisboa e Vale do Tejo.

Curso de Formação: Brinquedos Óticos

CURSO DE FORMAÇÃO: “Os Brinquedos Óticos como Instrumento para uma Aprendizagem Lúdica”

Formador: Marco Taylor

Objetivos da Ação

Promover e divulgar junto dos professores e educadores a pertinência da abordagem aos princípios de animação de imagens em contextos educativos diversificados; Refletir sobre a importância da integração dos brinquedos óticos em contexto educativo; Produzir brinquedos óticos diversos e criar recursos educativos e pedagógicos para utilização posterior em contexto real; Experimentar e realizar construções de diversos brinquedos óticos, explorando as suas capacidades criativas, lúdicas e expressivas; Utilizar diferentes áreas do saber e mobilizá-las para este contexto específico de aplicação; Criar projetos de intervenção educativa, utilizando os brinquedos óticos e a sua componente lúdica; Partilhar experiências e construir mecanismos de troca de conhecimentos neste domínio específico, utilizando e prevendo contextos diversos de aplicação; Realizar brinquedos óticos diversos, discutindo paralelamente os seus princípios de funcionamento e seu contexto de aplicação e de integração das diversas áreas do conhecimento.

Conteúdos da Ação

INTRODUÇÃO À ACÇÃO DE FORMAÇÃO (2 Horas): Conteúdos, objetivos e finalidades da ação; Planificação do trabalho a desenvolver; Modalidades de avaliação da ação e apresentação e discussão sobre a temática.

OS PRINCIPIOS DE ANIMAÇÃO DE IMAGENS (4 Horas): Surgimento e evolução histórica dos brinquedos óticos; O efeito da persistência retiniana das imagens; O que é a animação de imagens; O thaumatrope como brinquedo ótico que demonstra este principio (realização prática do brinquedo); Exemplo de uma animação simples, utilizando a animação de duas imagens (realização prática deste brinquedo ótico).

BRINQUEDOS ÓPTICOS E PERCEPÇÃO DO MOVIMENTO (4 Horas); A animação de várias imagens – princípios físicos, óticos e históricos; A animação em ciclo e a sua demonstração com o phenakistiscope: princípios de funcionamento do brinquedo ótico e sua construção.

O MOVIMENTO CONTÍNUO E APLICAÇÃO AOS BRINQUEDOS ÓPTICOS  (4 Horas): O zootrope como aparelho de ilusão ótica que permite ver uma animação contínua – princípios históricos e de realização; Construção de várias tiras animadas para a realização e visionamento deste brinquedo ótico; Evolução histórica deste brinquedo ótico e origem do subsequente: o praxinoscópio.

PROJECTOS DE ANIMAÇÃO (5 Horas): Realização de animações complexas; O storyboard e a estruturação de um argumento para uma história a contar no brinquedo ótico “flip-book”; Princípios de realização de um “flip-book” e visionamento de exemplos; Construção do brinquedo ótico.

APLICAÇÃO DOS BRINQUEDOS ÓPTICOS EM CONTEXTO ESCOLAR (6 Horas): A aplicação dos brinquedos óticos em contexto escolar, de forma lúdica – teorias e princípios fundamentais; Exemplos de projetos de intervenção comunitária nesta área; Discussão e partilha de experiências diversificadas; Criação de modelos de intervenção em contexto real; Realização de trabalhos individuais e de grupo, planificando e organizando atividades pedagógicas/lúdicas/didáticas na área dos brinquedos óticos e de intervenção na comunidade educativa (realização dos trabalhos finais da ação).

Local de Realização

Agrupamento de Escolas de Ferreiras/ALBUFEIRA

Calendarização

MARÇO – DIAS – 18, 25 – DAS 09.30/13.00HRS E DAS 14.00/17.30HRS
ABRIL – DIA 22 – DAS 09.00/13.00HRS, DIA 29 – DAS 09.30/13.00HRS E DAS 14.00/17.30HRS

Destinatários:

Professores dos Grupos 240, 530 e 600

25 HORAS

CRÉDITOS: 1,0

Para os efeitos previstos no artº.5º,do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores este CURSO releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do Grupo 240 do 2º Ciclo e dos Grupos 530 e 600 do 3º CEB.

Para efeitos de aplicação do nº 3 do artº.14º do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores este CURSO releva para a progressão na carreira de Professores do Grupo 240 do 2º Ciclo e dos Grupos 530 e 600 do 3º CEB (dimensão científica e pedagógica).

Valor de inscrição/donativo:

40,00€ para os docentes do Agrupamento de Escolas Santos Simões e Associados da APEVT.

60,00€ para não Associados da APEVT e docentes de outras escolas.

Inscrições aqui: Ações de Formação APEVT – Alentejo e Algarve.

Curso de Formação: Materiais e Técnicas de Expressão Plástica

CURSO DE FORMAÇÃO: “MATERIAIS E TÉCNICAS DE EXPRESSÃO PLÁSTICA”

Formador: Rui Rodrigues

Objetivos da Ação:

Abordar os programas com sentido inovador ultrapassando rotinas na procura de renovação de respostas educativas que potenciem a aplicação de conceitos, processos, instrumentos e linguagens técnicas, estéticas e científicas; Sensibilizar os professores para um campo de actividades, com pertinência e potencialidades formativas, através do desenho e de explorações plásticas bi e tridimensionais; Proporcionar um conjunto de acções práticas susceptíveis de aprofundar domínios operativos, reflexivos e didácticos que possibilitem a apropriação das linguagens especificas da educação artística; desenvolvimento da capacidade expressiva e a adequada manipulação de suportes e instrumentos; o desenvolvimento da percepção visual, descriminando as formas e cores, como educação do olhar e do ver; utilização adequada e criativa de diferentes metodologias ajustadas à acção educativa; fomentar o gosto por projectos que suscitem a aplicação integrada da componente artística e tecnológica que possibilitam uma aproximação aos princípios e pressupostos conceptuais das disciplinas.

Conteúdos da Ação:

Orientações Curriculares: (3 horas): Aspectos sócio – pedagógicos  –  (competências específicas; componentes estruturantes das disciplinas de EV, EVT e ET); Tendências da acção pedagógica nas áreas artísticas – ( a educação para a arte, pela arte, visual, visual e técnica…); Orientações metodológicas – (natureza transdisciplinar das disciplinas; métodos de resolução de problemas); Expressão, comunicação e representação visual: (4 horas): Realização de exercícios de desenho e exploração plástica – (desenho como atitude expressiva dos modos de ver, sentir e ser; desenho como um método de invenção e registo de ideias e utopias); Ilustração/composição bidimensional utilizando uma diversidade de efeitos plásticos.

Desenvolvimento de um projecto de intervenção: (15 horas): Realização plástica bidimensional de um PAINEL colectivo; Identificação das áreas de pesquisa, meios de expressão, suporte, materiais e tecnologias específicas;Conformação de materiais, aspectos estruturais e comunicacionais na construção sistemas de impressão de movimento.

Avaliação do(s) produto(s) e memória descritiva (3 horas): Conceitos e técnicas chave no desenvolvimento do projecto; Elementos da expressão e comunicação visual na exploração plástica do painel; Elementos definidores da forma, (linha, plano, volume, textura, cor, estrutura); Utilização expressiva dois elementos da forma; Organização/composição de espaços bi e tridimensionais; Domínio da comunicação visual – composição, relação figura – fundo, proporção; Materiais como meio de expressão – tintas (acrílico), pastel, colagem e revestimento de superfície, fotocolagem; Animação de alguns elementos formais constitutivos do painel; Sistemas de impressão de movimento; Técnicas de construção e montagem de sistemas de transmissão de movimento.

Local de Realização:

Agrupamento de Escolas  de Paredes – Paredes

Calendarização:

MARÇO – DIA – 25  DAS 09.30/13.00h -14.00/17.30h

ABRIL – DIAS – 01, 08 DAS 09.30/13.00h – 14.00/17.30h; DIA – 15 – DAS 09.00/13.00h.

Destinatários:

Professores dos Grupos 240, 530 e 600

25 HORAS

CRÉDITOS: 1,0

Para os efeitos previstos no artº.5º,do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores este CURSO releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do Grupo 240 do 2º Ciclo e dos Grupos 530 e 600 do 3º CEB.

Para efeitos de aplicação do nº 3 do artº.14º do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores este CURSO releva para a progressão na carreira de Professores do Grupo 240 do 2º Ciclo e dos Grupos 530 e 600 do 3º CEB (dimensão científica e pedagógica).

Valor de inscrição/donativo:

40,00€ para os docentes do Agrupamento de Escolas Santos Simões e Associados da APEVT.

60,00€ para não Associados da APEVT e docentes de outras escolas.

Inscrições aqui: Ações de Formação APEVT – Zona Norte.

Ação de Formação: Ilustração Digital

“ILUSTRAÇÃO DIGITAL: As TIC no desenvolvimento de qualidades comunicacionais e expressivas para a prática pedagógica.”

Formadora: Susana Costa

Objetivos da Ação:

– Preparar os professores para responder às exigências dos novos programas e novas tecnologias;

– Conhecer e utilizar software específico de manipulação e tratamento de imagem;

– Compreender as vantagens didático-pedagógicas de algumas aplicações de edição de imagem disponibilizadas on-line;

– Desenvolver uma abordagem sistemática à fenomenologia da “Ilustração digital” em contextos e conteúdos educativos diversificados com vista à criação de recursos didáticos e novas estratégias de ensino e aprendizagem;

-Criar projetos de intervenção educativa, utilizando ilustrações digitais e a sua componente lúdica;

-Desenvolver competências no uso das TIC, realizando ilustrações com recurso a novas tecnologias, discutindo simultaneamente os seus princípios funcionais e contexto de aplicação relativamente ao texto em prosa ou poesia, e a sua integração nas diversas áreas do conhecimento.

Conteúdos da Ação:

1. Definição e funções da ilustração (4 horas): A ilustração enquanto arte comercial; A ilustração ao serviço da educação; A ilustração enquanto componente.

2. A transição de técnicas tradicionais para técnicas digitais nos diferentes géneros de ilustração (9 horas): Ilustração editorial, publicitária, corporativa, animação, cientifica, Ilustração para crianças, banda desenhada, caricatura, retrato, o livro de artista, mista, conceptual art; Imagem digital; manipulação e edição de imagem; Importação e manipulação de imagens digitalizadas; O tratamento digital da mancha/cor; Preenchimento digital do contorno; Adição criativa de efeitos especiais; Apropriação e reutilização; Colagem digital.

3. Exploração prática em contexto educativo: experiências de aprendizagem  (12 horas); Exploração de softwares educativos freeware e shareware e suas aplicações em contexto educativo (Gimp, Paint.Net entre outros); Contraponto entre o Adobe Photoshop e aplicações de tratamento de imagem gratuitas; Considerações sobre a utilização pertinente de recursos das TIC em educação.

Local de Realização:

Agrupamento de Escolas de Santos Simões – Guimarães

Calendarização:

MARÇO– DIAS – 04, 11, 18 –  DAS 09.30/13.00h – 14.00/17.30h; DIA –   25 – DAS  09.00/13.00h.

Destinatários:

Professores dos Grupos 240, 530 e 600

25 HORAS

CRÉDITOS: 1,0

Para os efeitos previstos no artº.5º,do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores este CURSO releva para efeitos de progressão em carreira de Professores do Grupo 240 do 2º Ciclo e dos Grupos 530 e 600 do 3º CEB.

Para efeitos de aplicação do nº 3 do artº.14º do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores este CURSO releva para a progressão na carreira de Professores do Grupo 240 do 2º Ciclo e dos Grupos 530 e 600 do 3º CEB (dimensão científica e pedagógica).

Valor de inscrição/donativo:

40,00€ para os docentes do Agrupamento de Escolas Santos Simões e Associados da APEVT.

60,00€ para não Associados da APEVT e docentes de outras escolas.

Inscrições aqui: Ações de Formação APEVT – Zona Norte.