2.º CICLO – Educação Tecnológica

“O rapaz que prendeu o vento”

 

William Kamkwamba nasceu no Malawi, onde vivia na mais absoluta pobreza e, aos 13 anos, teve de abandonar a escola por falta de meios. Mas isso não refreou o seu otimismo nem a sua vontade de aprender e, graças a uma biblioteca escolar, continuou a acompanhar as matérias escolares.

Um dia descobriu um livro que mudaria por completo a sua vida e que explicava o funcionamento dos moinhos de vento. Utilizando materiais improvisados, muitas vezes recolhidos em sucatas, William conseguiu montar dois moinhos de vento e, assim, fornecer energia elétrica e água à sua pequena comunidade.

O seu feito tornou-se notícia em todo o mundo e é contado neste livro e em filme “O rapaz que prendeu o vento” que retrata os problemas que afligem o continente africano e sugere que as melhores soluções não partem necessariamente da ajuda dos países ricos.

A nossa sugestão de atividade para os professores ou pais proporem às crianças é que lhes seja lançado dois desafios:

DESAFIO 1

Após o visionamento do filme “O rapaz que prendeu o vento”, tentar refletir e dar resposta às seguintes questões:

  1. Qual a situação problema que o filme trata?
  2. Qual o princípio de funcionamento do objeto técnico inventado?
  3. Que tipo de atitudes tecnológicas revelou William?

Seguindo as etapas do método de resolução de problemas (definição do problema, investigação de soluções), realiza graficamente, com esboços e indicações escritas sobre os materiais que utilizarias se fosses construir o teu próprio moinho de vento.

DESAFIO 2

Os mapas mentais procuram organizar e planear a nossa mente de uma maneira visual e sintética. O que te pedimos é que realizes um mapa mental  com a história resumida do filme e ou com o processo criativo.

 

  • Juntamos uma apresentação sobre o tema, EVT Moinhos de Vento, do Agrupamento de Escolas do Rio Novo do Príncipe, em Cacia

 

__________________________________________________________________________

 

“Jogo de mesa 17 ODS”

A importância do desenvolvimento sustentável e a consciencialização de comportamentos que visem implementar os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS, que devem ser estabelecidos por todos os países do mundo durante os próximos 15 anos, até 2030.

O desafio tem como objetivo principal  o conhecimento das crianças e jovens dos 17 objetivos para  incentivar uma cidadania ativa, consciente e ambientalmente culta. Esta sensibilização pode ser feita de forma divertida e lúdica, como se pode ver no vídeo  “Viva os objetivos!” .

 

A nossa sugestão de atividade para os professores ou pais proporem às crianças é que lhes seja lançado mais um desafio:

 

 

DESAFIO 3

Após visionares os vídeos  começa a produção de um artefacto – jogo de mesa, com a temática “17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS”. Para tal, constrói um tabuleiro em cartão, madeira ou outro material. Sobre o tabuleiro procede à colagem de recortes do cartaz dos 17 objetivos (que podes imprimir ou copiar).

Será necessário criar pins ou marcas e dados, assim como, elaborar as regras do jogo. Uma vez completado o tabuleiro, planifica e monta uma caixa para o embalar.

 

______________________________________________________________________________________

 

“Construir ideias. Reutilizar materiais”

A produção de resíduos é um dos maiores problemas ambientais dos nossos dias. A “política” dos 3 R’s tem como objetivo promover uma gestão mais eficiente dos resíduos, de forma a diminuir o seu impacto no ambiente.

No âmbito deste estudo os alunos de uma escola sugeriram ideias simples e viáveis para REAPROVEITAR materiais. Para tal, criaram e montaram objetos lúdicos a partir de garrafas de plástico, e desta maneira, aplicaram técnicas, conhecimentos e sensibilizaram os colegas para a politica de gestão de resíduos.

DESAFIO 4

A partir da reutilização de garrafas de água, idealiza e constrói um carrinho de plástico com movimento produzido por energia potencial elástica.

Visiona este vídeo e vídeos idênticos e repara qual o principio de funcionamento do(s) carrinho(s). Procura fazer outros modelos de veículos.

(Uma proposta TAOLAO)

DESAFIO 5

A partir da reutilização de garrafas de água, constrói um candeeiros de teto. Podes te inspirar na sugestão do  vídeo seguinte:

      

Para procederes à montagem do circuito elétrico do teu candeeiro deves conhecer os componentes necessários e a maneira de os interligar:

  • um gerador de corrente que crie uma tensão – uma pilha, ou simplesmente uma fonte  de alimentação;
  • um receptor que utiliza a corrente elétrica, neste caso para iluminação – uma lâmpada e respectivo suporte;
  • fio condutor que transporta acorrente e liga estes componentes;
  • um comando que regule  a passagem da corrente – interruptor

         

Representação esquemática do circuito elétrico

______________________________________________________________________________________________________

 

“A minha viseira protetora”

A pandemia causada pelo vírus Covide19, forçou a Organização Mundial de Saúde a decretar o estado de emergência de saúde internacional e o uso obrigatório de máscara e/ou viseira de modo a evitar a propagação do vírus.

No Agrupamento de Escolas do Freixo, em  Ponte de Lima, a professora de E.T. lançou o desafio aos seus alunos confinados em casa para que criassem a sua própria viseira.

DESAFIO 6

O desafio que te lançamos é realizares a tua própria viseira. Para tal, faz uma prospecção pela tua casa, analisa algumas viseiras e vê que tipo de materiais podes utilizar e que equipamentos vais necessitar. Após a análise do objeto – Viseira, adapta as tuas ideias aos recursos que dispões.