Flexibilização Curricular e Aprendizagens Essenciais


Partilhamos a apresentação de Carlos Gomes, presidente da APEVT, no congresso da associação que decorreu nos dias 10 e 11 no Funchal. A partir dos pressupostos do Currículo para o Século XXI, reflete sobre as operacionalizações, flexibilização, opções, potenciais, dúvidas e implicações nas áreas disciplinares abrangidas pela APEVT.

No encontro, os professores analisaram e debateram um momento de mudança – Autonomia e Flexibilidade Curricular. Este projeto começa já para o ano em regime de experimentação e a sua generalização prevista para todo o território nacional em 2018/2019. Para onde queremos ir? Que oportunidades se colocam? Que atitude se espera dos professores em geral e dos de EVT em particular.

Na gestão curricular nas escolas que integram o projeto de Autonomia e Flexibilidade, os professores devem garantir o equilíbrio entre as áreas e as disciplinas nas matrizes curriculares base. É indispensável que as medidas concretas sejam coerentes com a visão enunciada, de modo assegurar o envolvimento e participação dos diferentes atores.