Workshops de Ferramentas Digitais para EVT e ET no Funchal


No dia 3 de junho, a escola Dr. Horácio Bento de Gouveia, no Funchal, acolheu duas sessões de formação para docentes de EVT e ET que exploraram o potencial de tecnologias digitais no ensino das artes e tecnologias. Dinamizado por Fernanda Ledesma, presidente da ANPRI e formadora, decorreu um workshop de introdução ao Arduino com programação em Scratch for Arduino. Este destinou-se, essencialmente, aos docentes de Educação Tecnológica pela sua aplicabilidade direta nos domínios da eletrónica e mecanismos. Simultâneamente, decorreu uma sessão de introdução à modelação e impressão 3D, cujos participantes puderam tomar contato com esta tecnologia de manufatura aditiva, aprender técnicas de modelação 3D, descobrir aplicações de modelação para dispositivos móveis e computador acessíveis para os alunos, e refletir sobre potenciais e problemáticas levantadas na introdução desta tecnologia na sala de aula. Esta sessão foi dinamizada por Artur Coelho, formador e membro da direção regional de Lisboa e Vale do Tejo da APEVT.

Os elementos da APEVT-Madeira e o formador da APEVT-LVT, antes do início da sessão.

Estas sessões decorreram em parceria entre a APEVT – Direção Regional da Madeira e a Associação Nacional de Professores de Informática, mostrando o potencial de partilha de experiência entre duas áreas disciplinares que, apesar das suas especificidades, apresentam pontos em comum no uso de tecnologias e metodologias de projeto, que podem complementar, potenciar e diversificar as experiências de aprendizagem que estimulamos nos alunos. A sessão de impressão 3D teve o apoio da BEEVERYCREATIVE, que disponibilizou a impressora 3D.

Aprender a usar tecnologias digitais como ferramentas de expressão e trabalho tecnológico é um passo fundamental para atualizar as áreas de EVT, tornando-a apta para responder aos desafios contemporâneos que se colocam à escola e aos alunos. A longa experiência dos nossos docentes no domínio do trabalho de projeto torna-os muito aptos a potenciar estas tecnologias para lá do seu domínio técnico, explorando-as como meios de expressão estética e técnica. Esperamos, com esta iniciativa, que os docentes envolvidos tenham despertado o seu interesse e arrisquem utilizar as bases introdutórias apreendidas nestas sessões nas suas práticas pedagógicas.